Projeto de Nova Lei de Licitações foi tema de seminário realizado pelo Ibraop


Uma nova Lei de Licitações e Contratos está prestes a ser aprovada pela Câmara dos Deputados. Preocupado com o texto controverso do Projeto de Lei nº. 1292/95, o Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas (Ibraop) realizou um seminário para debater o tema junto aos seus associados e servidores do Tribunal de Contas do Espírito Santo. O evento foi realizado nesta segunda-feira, dia 25, no auditório do TCE-ES, em Vitória.

O presidente do Ibraop, Anderson Uliana Rolim, recepcionou os participantes durante a abertura do debate e, na sequência, o diretor técnico Pedro Jorge Rocha de Oliveira, enumerou os artigos e incisos mais polêmicos do projeto de lei. “O texto induz ao erro ao tratar, de forma generalista, situações específicas. Mistura compras simples e serviços comuns com serviços de engenharia e obras, por exemplo, cujas contratações exigem maior complexidade”, explicou.

 

Auditor do TCE da Pernambuco e membro do Conselho Deliberativo do Ibraop, o engenheiro Mauro Azevedo de Siqueira Filho também criticou o PL nº. 1292/95: “A redação fere, por vezes, o Princípio da Isonomia e o interesse público, o que já configura uma verdadeira afronta à Constituição Federal”, opinou.

 

Em sua apresentação, o auditor aposentado do TCU André Mendes ponderou, além dos pontos negativos, as vantagens da nova lei. “O projeto irá revogar o Regime Diferenciado de Contratações [RDC] e isso é um avanço. Também vai exigir a publicação de contratos e preços praticados no Portal Nacional de Contratações Públicas, o que favorece a transparência na administração pública e auxilia os órgãos de controle externo a avaliar os referenciais de preços”, disse.

 

Confira AQUI a íntegra de Nota Oficial publicada pelo Ibraop sobre o Projeto da Nova Lei de Licitações e Contratos!

 

Os membros da Diretoria Executiva, da Comissão de Ética e dos Conselhos Fiscal e Deliberativo do Ibraop voltam a se reunir na sede do TCE-ES nesta terça-feira, dia 26. Na ocasião serão definidas as ações prioritárias do Instituto para o biênio 2019-2020.

Veja Também

PUBLICIDADE E NÚMERO DE CONCORRENTES SÃO DETERMINANTES PARA VANTAGEM EM PROCESSO LICITATÓRIO DE OBRAS

Quando sete ou mais empresas concorrem em um processo licitatório, maior o desconto e, consequentemente, a vantagem de contratação...

Continue lendo

TCE E CREA-PR firmam nova parceria para o controle das obras públicas

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmaram,...

Continue lendo

Ibraop discute projeto de Sistema Nacional de Controle de Obras Públicas

O projeto para a elaboração de um sistema capaz de monitorar obras públicas no país foi discutido e avaliado...

Continue lendo

Workshop rodoviário da Agetop deve reunir mais de 1500 pessoas

Mais de 1.500 participantes são esperados no Workshop Rodoviário 2017, coordenado pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop),...

Continue lendo

Resolução aprovada pelo TCE-GO adota as diretrizes de OT do Ibraop

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) estabeleceu parâmetros técnicos mínimos para projetos básicos de obras públicas a serem...

Continue lendo

Certificados do Enaop 2017 já estão disponíveis

Os participantes do Encontro Técnico Nacional de Auditoria de Obras Públicas – o Enaop 2017 – já podem ter...

Continue lendo

AGENDA DE REUNIÕES – 2019

Para o curso dos trabalhos, foram programadas as seguintes reuniões presenciais para este exercício de 2018: a – Grupo...

Continue lendo

ACORDO DE COOPERAÇÃO E ATOS ADMINISTRATIVOS

Acordo de Cooperação Ibraop x IRB   ATO 02/2013 Dispõe sobre a elaboração, divulgação e capacitação de procedimentos para...

Continue lendo

TRIBUNAIS DE CONTAS ASSOCIADOS AO IBRAOP

  Desde 2006, o Ibraop tem firmado Termos de Cooperação Técnica com Tribunais de Contas, tendo como objetivo principal...

Continue lendo