Histórico e Objetivos


O IBRAOP surgiu da necessidade constatada pelos participantes dos Simpósios Nacionais de Auditoria de Obras Públicas – SINAOPs em dar conseqüência aos assuntos discutidos nesses encontros e para congregar os profissionais que atuam no controle externo e interno de obras públicas, em todo o País, tendo como principal objetivo o aprimoramento técnico métodos e procedimentos de auditoria e controle de obras e serviços de engenharia.

Após sua criação, em 2000, no V Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas, passou a ser o organizador deste importante evento nacional, em conjunto com os tribunais de contas brasileiros. Como evolução de suas atividades passou a realizar os Encontros Técnicos Nacionais, que são eventos que desenvolvem atividades preparatórias aos SINAOPs e aprofundam a discussão de um tema específico, visando apoiar o estabelecimento das metodologias, dos padrões e dos critérios próprios à auditoria de obras públicas que são objeto de seu Estatuto.

 

OBJETIVOS

I – congregar os profissionais de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo dedicados ou interessados em atividades relacionadas à Auditoria de Engenharia, com a finalidade de promover o estudo e o debate das questões afetas a esta área técnica;

II – prestar apoio técnico aos Tribunais de Contas e aos órgãos integrantes dos Sistemas de Controle Interno, nos assuntos relacionados à Auditoria de Engenharia;

III – promover o desenvolvimento, elaborar ou validar metodologias, critérios, técnicas e procedimentos que visem ao aprimoramento da Auditoria de Engenharia;

IV – promover estudos para proposição de criação ou alteração de normas técnicas, leis, resoluções e regulamentos relacionados à Auditoria de Engenharia, bem como a disseminação das mesmas;

V – defender os interesses dos seus associados, nos assuntos relacionados à Auditoria de Engenharia, pugnando pela respeitabilidade da especialidade e a observância da ética profissional;

VI – manter intercâmbio institucional com os Tribunais de Contas e órgãos integrantes dos Sistemas de Controle Interno, CONFEA, CREAs, ABNT e com os demais órgãos e entidades nacionais e internacionais que tenham interesses comuns ou correlatos aos do IBRAOP;

VII – velar pelo exato cumprimento das leis que amparem os interesses de seus associados, no âmbito de suas atuações profissionais em Auditoria de Engenharia;

VIII – – pugnar pela criação de cursos voltados à Auditoria de Engenharia, em nível de pós-graduação ou extensão universitária nos centros de ensino superior do País;

IX – apoiar a realização anual do Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas -SINAOP, fornecendo subsídios técnicos e temáticos ao Tribunal de Contas promotor do evento.

X – agir sempre no sentido de preservar o interesse público no que concerne as suas ações.

 

MISSÃO

Congregar profissionais de Engenharia, Arquitetura e Urbanismo – com a finalidade de promover o estudo e o debate das questões relacionadas às metodologias, critérios, técnicas e procedimentos que visem ao aprimoramento da Auditoria de Engenharia e prestar apoio técnico aos Tribunais de Contas e aos órgãos integrantes dos Sistemas de Controle Interno, nos assuntos relacionados a Auditoria de Obras Públicas.

 

VISÃO

A execução de obras públicas somente poderá alcançar um ótimo estágio de desenvolvimento se houver a preocupação com a conformidade técnica e legal de um empreendimento ou serviço de engenharia; envolvendo, desde o exame dos estudos e projetos elaborados, da habilitação dos profissionais e empresas envolvidos, dos procedimentos efetuados para a contratação e execução das obras ou serviços, incluídos os aspectos de qualidade, da adequação das técnicas construtivas e dos materiais empregados, do impacto do empreendimento ao meio ambiente, da economicidade e dos custos e preços praticados em todas as fases com relação ao mercado e dos resultados advindos para a sociedade.

 

VALORES

Zelar pela ética no desempenho da função e na atuação dos profissionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia que integram o setor público e defender, de maneira intransigente, o interesse público, quer seja na qualidade dos empreendimentos, na defesa do meio ambiente ou na aplicação adequada dos recursos financeiros públicos.

Veja Também

PUBLICIDADE E NÚMERO DE CONCORRENTES SÃO DETERMINANTES PARA VANTAGEM EM PROCESSO LICITATÓRIO DE OBRAS

Quando sete ou mais empresas concorrem em um processo licitatório, maior o desconto e, consequentemente, a vantagem de contratação...

Continue lendo

TCE E CREA-PR firmam nova parceria para o controle das obras públicas

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmaram,...

Continue lendo

Ibraop discute projeto de Sistema Nacional de Controle de Obras Públicas

O projeto para a elaboração de um sistema capaz de monitorar obras públicas no país foi discutido e avaliado...

Continue lendo

Workshop rodoviário da Agetop deve reunir mais de 1500 pessoas

Mais de 1.500 participantes são esperados no Workshop Rodoviário 2017, coordenado pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop),...

Continue lendo

Resolução aprovada pelo TCE-GO adota as diretrizes de OT do Ibraop

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) estabeleceu parâmetros técnicos mínimos para projetos básicos de obras públicas a serem...

Continue lendo

Certificados do Enaop 2017 já estão disponíveis

Os participantes do Encontro Técnico Nacional de Auditoria de Obras Públicas – o Enaop 2017 – já podem ter...

Continue lendo

AGENDA DE REUNIÕES – 2018

Para o curso dos trabalhos, foram programadas as seguintes reuniões presenciais para este exercício de 2018: I – Grupo...

Continue lendo

ACORDO DE COOPERAÇÃO E ATOS ADMINISTRATIVOS

Acordo de Cooperação Ibraop x IRB   ATO 02/2013 Dispõe sobre a elaboração, divulgação e capacitação de procedimentos para...

Continue lendo

TRIBUNAIS DE CONTAS ASSOCIADOS AO IBRAOP

  Desde 2006, o Ibraop tem firmado Termos de Cooperação Técnica com Tribunais de Contas, tendo como objetivo principal...

Continue lendo