Professor Doutor do IFES palestrou sobre as vantagens do uso de geotecnologia como instrumento de gestão


Como o uso da geotecnologia, associado ao controle de qualidade, pode se tornar um poderoso instrumento de gestão? A questão foi levantada pelo professor do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), Dr. Francisco de Deus Fonseca Neto, nesta sexta-feira (13), em palestra ministrada durante o Encontro Nacional de Auditoria de Obras Públicas – ENAOP.

Baixe AQUI o arquivo desta palestra!

O palestrante iniciou sua fala falando de fotogrametria – medição das distâncias e das dimensões reais dos objetos por meio da fotografia – e do cenário para as geotecnologias: “Esse cenário deverá acompanhar o desenvolvimento de hardware e de software, pois o uso massivo das geotecnologias irá depender de sua capacidade de processamento”, explicou.

Apresentou pesquisas de diversos tipos de métodos para a captação de dados de obras para, finalmente, confrontar as informações do Sistema de Veículo Aéreo Não Tripulado (SISVANT) com as do Laser Scanner Terrestre (LST) para gerar o que chamou de conteúdo de qualidade. “Utilizamos, ainda, dois critérios para termos um erro menor”.

Dr. Francisco Neto sugeriu aos participantes do evento que, antes de adquirir um equipamento, conheçam bem o trabalho a ser feito e a área a ser fiscalizada, bem como a caracterização dos sistemas de referência geodésico adotados no Brasil. Por fim, contou sua experiência como coordenador-geral do Programa em Rede de Gestão Territorial Integrada, onde pode, por meio dos equipamentos e metodologias de trabalho que desenvolveu, auxiliar na realização do Cadastro Territorial Multifinalitário (CTM) dos municípios capixabas.

A cobertura jornalística completa do ENAOP foi feita e está disponível no site www.ibraop.org.br e nas redes sociais do Ibraop – Facebook e Instagram @ibraop. Todas as fotos do evento também já estão disponíveis no Flickr e os vídeos da transmissão ao vivo no Youtube – www.youtube.com/ibraoptv!

Veja Também

PUBLICIDADE E NÚMERO DE CONCORRENTES SÃO DETERMINANTES PARA VANTAGEM EM PROCESSO LICITATÓRIO DE OBRAS

Quando sete ou mais empresas concorrem em um processo licitatório, maior o desconto e, consequentemente, a vantagem de contratação...

Continue lendo

TCE E CREA-PR firmam nova parceria para o controle das obras públicas

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmaram,...

Continue lendo

Ibraop discute projeto de Sistema Nacional de Controle de Obras Públicas

O projeto para a elaboração de um sistema capaz de monitorar obras públicas no país foi discutido e avaliado...

Continue lendo

Workshop rodoviário da Agetop deve reunir mais de 1500 pessoas

Mais de 1.500 participantes são esperados no Workshop Rodoviário 2017, coordenado pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop),...

Continue lendo

Resolução aprovada pelo TCE-GO adota as diretrizes de OT do Ibraop

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) estabeleceu parâmetros técnicos mínimos para projetos básicos de obras públicas a serem...

Continue lendo

Certificados do Enaop 2017 já estão disponíveis

Os participantes do Encontro Técnico Nacional de Auditoria de Obras Públicas – o Enaop 2017 – já podem ter...

Continue lendo

AGENDA DE REUNIÕES – 2019

Para o curso dos trabalhos, foram programadas as seguintes reuniões presenciais para este exercício de 2018: a – Grupo...

Continue lendo

ACORDO DE COOPERAÇÃO E ATOS ADMINISTRATIVOS

Acordo de Cooperação Ibraop x IRB   ATO 02/2013 Dispõe sobre a elaboração, divulgação e capacitação de procedimentos para...

Continue lendo