Membro do Conselho Deliberativo do Ibraop defende, em Portugal, fiscalização de obras públicas


13/03/2020

João Cesar também é mestre
em Engenharia de Produção

O engenheiro civil João César Bezerra de Menezes, auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) e membro do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas (Ibraop), defendeu artigo científico sobre o controle externo brasileiro de obras públicas, em Portugal. O trabalho foi apresentado em janeiro, durante sua participação no curso de ‘Governança e Combate à Corrupção na Administração Pública’ da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Com o título “O controle externo brasileiro de obras públicas e a experiência do TCE-PB em relação à gestão municipal, na fiscalização de obras, e ao social, na defesa do Estatuto da Cidade”, o artigo aborda as desigualdades regionais brasileiras, indicando as obras públicas como um importante setor com possibilidades de reduzir essas diferenças.

“A Constituição Federal delegou aos Tribunais de Contas do Brasil a responsabilidade pelo controle das despesas dessas obras, devendo acompanhar as ações dos gestores, na governança e na gestão, em busca de oferecer serviços públicos de qualidade à população”, registra.

A importância da atuação do Ibraop é citada várias vezes no trabalho. Em uma delas, afirma que o Instituto prestou relevante contribuição à Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) ao apresentar proposta na qual resolução de ‘Planejamento e Execução de Obras Públicas’ foi baseada. Trata-se da Resolução ATRICON n. 4/2015, que integra Programa Qualidade e Agilidade dos Tribunais de Contas (QATC), com ênfase para o Marco de Medição de Desempenho dos Tribunais de Contas (MMD-TC).

A pesquisa também traz uma abordagem acerca do Programa de Defesa do Estatuto da Cidade (DECIDE) desenvolvido pelo TCE-PB, “para exercer suas funções orientadora e pedagógica de nortear a gestão pública municipal, para que estabeleça práticas benéficas de governança em prol do interesse social e coletivo, de segurança, de bem-estar dos cidadãos e de equilíbrio ambiental”.

Confira AQUI a íntegra do artigo científico!

Veja Também

PUBLICIDADE E NÚMERO DE CONCORRENTES SÃO DETERMINANTES PARA VANTAGEM EM PROCESSO LICITATÓRIO DE OBRAS

Quando sete ou mais empresas concorrem em um processo licitatório, maior o desconto e, consequentemente, a vantagem de contratação...

Continue lendo

TCE E CREA-PR firmam nova parceria para o controle das obras públicas

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmaram,...

Continue lendo

Ibraop discute projeto de Sistema Nacional de Controle de Obras Públicas

O projeto para a elaboração de um sistema capaz de monitorar obras públicas no país foi discutido e avaliado...

Continue lendo

Workshop rodoviário da Agetop deve reunir mais de 1500 pessoas

Mais de 1.500 participantes são esperados no Workshop Rodoviário 2017, coordenado pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop),...

Continue lendo

Resolução aprovada pelo TCE-GO adota as diretrizes de OT do Ibraop

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) estabeleceu parâmetros técnicos mínimos para projetos básicos de obras públicas a serem...

Continue lendo

Certificados do Enaop 2017 já estão disponíveis

Os participantes do Encontro Técnico Nacional de Auditoria de Obras Públicas – o Enaop 2017 – já podem ter...

Continue lendo

AGENDA DE REUNIÕES – 2019

Para o curso dos trabalhos, foram programadas as seguintes reuniões presenciais para este exercício de 2018: a – Grupo...

Continue lendo

ACORDO DE COOPERAÇÃO E ATOS ADMINISTRATIVOS

Acordo de Cooperação Ibraop x IRB ATO 02/2013 Dispõe sobre a elaboração, divulgação e capacitação de procedimentos para auditoria...

Continue lendo