OS DESAFIOS NA CONTRATAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA É TEMA DE MINICURSO NO XVIII SINAOP


O engenheiro André Mendes – auditor aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU) e um dos fundadores do Instituto Brasileiro de Auditoria Obras Púbicas (Ibraop) – ministrou o minicurso “Contratação e Fiscalização de Obras e Serviços de Engenharia” em duas turmas – na tarde de ontem (6) e na manhã de hoje (7). Esse foi um dos cinco minicursos ofertados pelo XVIII Simpósio Nacional de Auditoria de Obras Públicas, evento que está sendo realizado no Centro Cultural Ariano Suassuna do TCE-PB, em João Pessoa.

Em um tema abrangente, o ministraste focou sua apresentação nas irregularidades mais recorrentes encontradas durante as fiscalizações de obras públicas brasileiras, tais como a falta de planejamento,projetos deficientes, orçamentos inadequados, restrição à competitividade nas licitações, sobrepreços/ superfaturamentos e etc.

“Quase metade das obras fiscalizadas apresentam deficiências no projeto e/ou problemas de preço”, ressaltou. Ainda de acordo com o André Mendes, enquanto os países desenvolvidos dedicam de 40% a 60% do tempo de realização de uma obra no planejamento e na elaboração do projeto, no Brasil essa etapa é desprestigiada. “Seria pressa ou má-fé? Projetos ruins favorecem a corrupção, uma vez que alterações geram aditivos, preços acertados e inserção de propina”, frisou

O ministrante apresentou, na sequência, a evolução legal do conceito de Projeto Básico: desde os Decretos-Lei 200/1967 e 2300/1986 até edição da Orientação Técnica 01/2006 do Ibraop e sua adoção pelo TCU e Confea. “Isso porque a lei determina a elaboração do projeto básico, mas a OT detalha todo conteúdo e elemento técnico que nele deve constar”, explicou.

Por fim, Mendes afirmou que, nos últimos 20 anos, o controle de obras evoluiu muito: “Não existia nada até o final dos anos 90”. Muitos parâmetros foram definidos em normas, referências estabelecidas, o que facilita as condições de auditoria e fiscalização. “Mas a evolução deve ser contínua pois novas formas de burlar o sistema surgem com muita rapidez e freqüência”, frisou.

XVIII SINAOP – Com o tema “Obras Públicas: Planejamento, Controle e Efetividade”, o XVIII SINAOP tem como objetivo o aprimoramento da técnica dos profissionais e o aperfeiçoamento dos procedimentos de auditoria e de execução e fiscalização de obras e serviços de engenharia.

Organizado pelo Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas (Ibraop) e o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), o evento conta com o apoio da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), do Instituto Rui Barbosa (IRB), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-PB) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Paraíba (SEBRAE-PB).

Veja Também

PUBLICIDADE E NÚMERO DE CONCORRENTES SÃO DETERMINANTES PARA VANTAGEM EM PROCESSO LICITATÓRIO DE OBRAS

Quando sete ou mais empresas concorrem em um processo licitatório, maior o desconto e, consequentemente, a vantagem de contratação...

Continue lendo

TCE E CREA-PR firmam nova parceria para o controle das obras públicas

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmaram,...

Continue lendo

Ibraop discute projeto de Sistema Nacional de Controle de Obras Públicas

O projeto para a elaboração de um sistema capaz de monitorar obras públicas no país foi discutido e avaliado...

Continue lendo

Workshop rodoviário da Agetop deve reunir mais de 1500 pessoas

Mais de 1.500 participantes são esperados no Workshop Rodoviário 2017, coordenado pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop),...

Continue lendo

Resolução aprovada pelo TCE-GO adota as diretrizes de OT do Ibraop

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) estabeleceu parâmetros técnicos mínimos para projetos básicos de obras públicas a serem...

Continue lendo

Certificados do Enaop 2017 já estão disponíveis

Os participantes do Encontro Técnico Nacional de Auditoria de Obras Públicas – o Enaop 2017 – já podem ter...

Continue lendo

AGENDA DE REUNIÕES – 2018

Para o curso dos trabalhos, foram programadas as seguintes reuniões presenciais para este exercício de 2018: I – Grupo...

Continue lendo

ACORDO DE COOPERAÇÃO E ATOS ADMINISTRATIVOS

Acordo de Cooperação Ibraop x IRB   ATO 02/2013 Dispõe sobre a elaboração, divulgação e capacitação de procedimentos para...

Continue lendo

TRIBUNAIS DE CONTAS ASSOCIADOS AO IBRAOP

  Desde 2006, o Ibraop tem firmado Termos de Cooperação Técnica com Tribunais de Contas, tendo como objetivo principal...

Continue lendo