Atricon debate Plano Estratégico 2018/2023 da entidade com TCE-GO


O conselheiro Valter Albano abriu a reunião falando sobre os avanços obtidos no período de 2012/2017 quando foi realizado o primeiro planejamento estratégico da entidade. Ele mencionou os avanços conquistados pelo Programa de Qualidade e Agilidade dos Tribunais de Contas e pelo Marco de Medição de Desempenho dos Tribunais de Contas (MMD-TC).

Em seguida, ele abriu a palavra aos conselheiros, conselheiros substitutos e procuradores goianos. Vários assuntos foram abordados, tais como a autonomia funcional e administrativa do Ministério Público de Contas, mudanças na composição dos Tribunais, ampliação do diálogo entre as Cortes de Contas e o Legislativo, necessidade de unificação da base de dados, comunicação mais efetiva (e proativa) com a sociedade, atuação em rede dos órgãos de controle externo e profissionalização do corpo técnico.

Os participantes da reunião destacaram o quanto é salutar que os membros, de diferentes origens, se respeitem e convivam em harmonia. E que ajam conjuntamente, buscando atuar de forma que, efetivamente, beneficiem a sociedade.

Do TCE-GO, participaram o presidente, conselheiro Kennedy Trindade, e o vice-presidente, conselheiro Celmar Rech; os procuradores do MPC, Fernando Carneiro e Eduardo Luz; e os conselheiros substitutos Humberto Lustosa, Marcos Borges, Flávio Lúcio Borges, Heloísa Helena Godinho e Claudio André Abreu. Da Atricon, além de Valter Albano, Patrícia Sarmento, conselheira Substituta do TCE-MS e Jaqueline Jacobsen, conselheira substituta do TCE-MT.

Os representantes da entidade já haviam se reunido com membros do Tribunal de Contas dos Municípios no período da manhã. O encontro no TCE-GO foi o 18ª realizado pela Atricon com membros de cortes de contas. Posteriormente, será também encaminhado um questionário para que os conselheiros e procuradores possam se posicionar quanto ao plano estratégico.

Com base nas contribuições recolhidas de todos os Tribunais de Contas, a Atricon vai apresentar uma versão preliminar do plano no final de agosto. Em setembro, a minuta ficará disponível no site da entidade para receber contribuições. Em novembro, durante o XXIX Congresso dos Tribunais de Contas, a proposta será submetida à apreciação. Na mesma ocasião também serão divulgados os resultados da edição 2017 do MMD-TC.

Veja Também

PUBLICIDADE E NÚMERO DE CONCORRENTES SÃO DETERMINANTES PARA VANTAGEM EM PROCESSO LICITATÓRIO DE OBRAS

Quando sete ou mais empresas concorrem em um processo licitatório, maior o desconto e, consequentemente, a vantagem de contratação...

Continue lendo

TCE E CREA-PR firmam nova parceria para o controle das obras públicas

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) firmaram,...

Continue lendo

Ibraop discute projeto de Sistema Nacional de Controle de Obras Públicas

O projeto para a elaboração de um sistema capaz de monitorar obras públicas no país foi discutido e avaliado...

Continue lendo

Workshop rodoviário da Agetop deve reunir mais de 1500 pessoas

Mais de 1.500 participantes são esperados no Workshop Rodoviário 2017, coordenado pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop),...

Continue lendo

Resolução aprovada pelo TCE-GO adota as diretrizes de OT do Ibraop

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) estabeleceu parâmetros técnicos mínimos para projetos básicos de obras públicas a serem...

Continue lendo

Certificados do Enaop 2017 já estão disponíveis

Os participantes do Encontro Técnico Nacional de Auditoria de Obras Públicas – o Enaop 2017 – já podem ter...

Continue lendo

AGENDA DE REUNIÕES – 2019

Para o curso dos trabalhos, foram programadas as seguintes reuniões presenciais para este exercício de 2018: a – Grupo...

Continue lendo

ACORDO DE COOPERAÇÃO E ATOS ADMINISTRATIVOS

Acordo de Cooperação Ibraop x IRB ATO 02/2013 Dispõe sobre a elaboração, divulgação e capacitação de procedimentos para auditoria...

Continue lendo